Menu

Meu cabelo e suas fases



Olhando fotos antigas de mim, vi a evolução do meu cabelo, de quando eu não sabia cuidar dele, ao que está hoje. Resolvi compartilhar com vocês, por que, ao meu ver, é importante, e por que sim (haha).
Desde criança, sempre tive autoestima baixa, eu não gostava de mim, mas gostava do meu cabelo, mas não sabia como cuidar, e acabava me zangando com ele, e odiando de vez em quando, principalmente quando era hora de pentear (faz sentido?! kkk, espero que sim). Era sempre a mesma coisa, lavava, passava creme, deixava solto enquanto molhado, mas quando secava, prendia, isso porque, alguns cachos ficavam sem forma e "volumosos" e as pessoas diziam (e ainda dizem), que volume é feio, e por isso muitas recorrem ao relaxamento, e outros tipos de "tratamentos químicos para cabelos".

 Aos 12 anos, fiz meu primeiro corte de cabelo, de poucos meses depois relaxamento. Os cachos, é claro, perderam sua forma original, mas não me importava porquê, o importante é que não havia mais volume. Andava com os cabelos soltos ao vento, de vez em quando, (se achando o máximo tadinha,kkkkk), mas aí o cabelo começou a crescer, obviamente, e a diferença entre a raiz natural e o resto do cabelo começaram a aparecer, o que me incomodara bastante. Perdi as poucas fotos que tinha aos 12 e 13, o que é uma pena. Mas a partir dos 14, comecei a tirar mais fotos. No meu modo de ver no tempo, tava ótimo, "franja" lisa, e o resto cacheado e sem volume. Entre os 12 e 14, passei a fazer relaxamento com certa constância. Mas aí as coisas começaram a se complicar, uma pequena parte do meu cabelo caiu, eu não tinha percebido, porque foi no meio do couro cabeludo, até a cabeleireira perceber isso. Então, diminuí no ritmo do processo.

Eu nunca fui refém da chapinha, mas sempre que alguma coisa importante ia acontecer, ou tinha algum lugar pra ir, recorria a chapinha ou escovava. Mas nunca ficava satisfeita, nunca estava do jeito que eu queria, e nem ficava confortável do jeito que estava, e não me sentia eu mesma.
Até que depois, de quase 1 ano sem relaxamento, fiz de novo porque estava ficando volumoso, e com cara de mastigado quando eu fazia chapinha.
-Antes do último relaxamento.
 Eu raramente tirava foto de cabelo cacheado, só quando alguém tirava de mim.
Em 29.05.2011, foi a última vez que relaxei o cabelo, mas digo com certeza, que foi o ano em que mais maltratei ele. E ficou assim, como na foto abaixo. Enquanto eu o mantinha liso, com chapinha, era tudo, me sentia linda, mas quando tava natural, achava feio porque estava sem forma e sem vida. E depois disso a coisa só piorou.
Dia após dia, vi que aquilo não fazia bem ao meu cabelo, mas só de pensar em parar de usar química, já imaginava a raiz crescendo, e o quanto iria demorar pra ficar todo natural.
Ficava assim quando natural:
 E também tinha o fato, de que eu queria ficar "linda", que nem as outras meninas, que 99% só usavam o cabelo liso, e que pelos olhos da maioria, cabelo bonito é liso. 3 meses depois de relaxar o cabelo, tive a "genial'' ideia de fazer mechas em casa, já que muitas meninas usavam, as celebridades também, e eu achava lindo. E fiz. Nem preciso dizer que ficou horrível né? E essa foi a segunda coisa ruim do ano pra o meu cabelo.
Percebi que ficou horrível (ainda bem), infelizmente nem tirei foto com aquele cabelo, mas dias depois pintei de novo, e tenho fotos, preparem-se, são apenas duas fotos mas assustam. Esse dia estava em algum povoado fazendo trabalhos escolares. (PS: eu sinceramente não sei o que tinha na cabeça pra usar esse lencinho.)
2011:

E parece que não me bastava pintar o cabelo 2 vezes seguidas, tive mais uma genial, de dar luzes! Fiquei loira minha gente! kkkkkkk, confesso que gostei da cor do cabelo, mas ficava parecendo uma vassoura se não cuidasse direito.
Final de 2011:
Depois de loira, pintei de castanho, e por fim dessa cor que nem sei qual é. Mas mesmo assim, continuei sem relaxar o cabelo.
Início de 2012:

E como sempre, era aquela coisa, se fosse a um evento importante, fazia chapinha. Mas, em 2012 (que são o ano dessas fotos), percebi que meu cabelo não estava mais ficando com pouco volume quando pranchava. E diversas vezes eu pensei em fazer progressiva, mas ainda bem que mãe nunca permitiu.
Em 2013, quando fazia chapinha, não soltava o cabelo, fazia um coque, colocava algum acessório, por que sabia que não ficava bom sem o efeito do relaxamento. E isso me frustrava, me deixava mal, e com autoestima lá em baixo.
Final de 2012 - Início de 2013
"Não bastava pagar mico com o cabelo liso/volumoso?! Tinha que fazer franja Maí?!" Parece que a frase 'é errando que se aprende' faz parte de mim. E fiz meu povo, fiz franja! Ficou feio, não combinou com o meu tipo de rosto, nem com o cabelo! Que já se viu gente com cabelo cacheado de ter franja?! Não pode né?! kkkkk Ainda em 2013 eu parei definitivamente de pintar o cabelo.
Segundo semestre de 2013:
E enfim, passeando pelo youtube, descobrir um jeito novo, ainda desconhecido (ao menos pra mim), de cuidar dos cachos. Na hora fiquei maravilhada, e me perguntando "Será que vai ser essa a solução? Será que vai dar certo no meu cabelo? Ou vou acertar fazer?!" Me fiz várias perguntas, por que o que vi era uma coisa tão fácil, que cheguei a duvidar que funcionaria em mim.
E comecei a fazer, a primeira vez foi num sábado, e logo notei a diferença, assim como as pessoas. Ainda não dominava direito, ainda estava digamos, em fase de: conhecendo meu cabelo. Por isso logo no início, como as fotos mostram, eu partia ele no meio, e não sabia dar volume pra ele. Mas pra mim estava perfeito, comecei a amar do jeito que estava.


E é assim que estou atualmente, não sei de tudo, a cada dia aprendendo, mas feliz pelo que sou! E acredite, foi a melhor coisa que fiz! Me sinto mais eu, me sinto Maíra, só Maíra.
Ficou longo, mas espero que tenham gostado, e que te sirva de inspiração pra alguma coisa boa. O que quis passar, é que todo mundo pode se sentir bem o que tem, não querendo ser igual a outros ou seguindo modinhas fúteis!
Comentários e críticas construtivas são sempre bem vindos!
Se quiser saber mais sobre, me acompanhe na página no face ( www.facebook.com/eaiusaria ) ou no canal do youtube.com/eaiusaria !
Beijos!
-Maí.